terça-feira, 28 de julho de 2009


REVELAÇÃO

reciprocidade
é uma fúria moderna
com seus desejos banais
e uma lanterna indiscriminada de ontens

é como um feriado municipal
onde todos ausentes
peregrinam ao redor dos seus pecados

ou do sentimento de uma árvore centenária
que na sua rouca lembrança
abocanha benditos frutos

assim
tão perfeitamente prumo e esteira
como deve ser o sentimento desse século
impregnado de lustres e traições

desse modo
somente isso é dito
como permitido e visto
honra e glória
de tudo do que a solidão recolhe.

Cgurgel

4 comentários:

Lara disse...

Eita cacetada... Tamos nessa mesmo! Bons pomas, os teus... A poesia deve visitar sempre...

Anônimo disse...

A minha pica se esconde em lugares profundos, no vai e vem latejam as minhas glândes vermelhas. Em um frenesi esporro minha gala em tua cara, melando todo o teu corpo e face. Carlos, Carlinhos, Carlota, se entregue ao nosso amor de idiotas !!

Cgurgel disse...

anônimo,
que verossimilhança é essa que me imputa?
já não me interessa a masturbatória e vil acusação que me fazes.
fica com tuas fezes e procura por entre teus passos a cor amarga da vergonha em que te escondes.

Cgurgel

H A R R Y G O A Z disse...

Happy New Year !!!

Please post this year. ???